terça-feira, 8 de março de 2011

SOCIOEDUCATIVO ou SÓCIO-EDUCATIVO?

O correto é socioeducativo (sem hífen).
 
Na década de 90, sócio era considerado a redução de social, razão por que antes se escreviam sócio-econômico e sócio-educativo. Depois, tal adjetivo passou a ser usado como prefixo, o que justifica, agora, o uso de socioeconômico e socioeducativo.

De tal modo, infanto e pérfuro são tratados, agora, não como reduções, mas como prefixos (ou como pseudoprefixos, como têm sido mais comumente tratados), o que justificaria a ausência do hífen e da justaposição (junção de duas palavras sem a perda de uma única letra).

Ademais, vale lembrar que, se os ditos vocábulos agora são vistos pela ABL (e pelos dicionários) como prefixos (ou pseudoprefixos), os mesmos irão se submeter às novas regras gramaticais editadas pelo novo Acordo Ortográfico firmado entre os países de língua portuguesa, o que nos obriga a um bom conhecimento das regras em questão. Sobre o uso do hífen, o blog disponibiliza, nos ícones acima, todas as novas regras gramaticais em questão.
 
.

8 comentários:

  1. como se pronuncia a palavra n' alva????

    ResponderExcluir
  2. como eu escrevo essa palavra: sócio-educando, sócioeducando, socioeducando?

    ResponderExcluir
  3. não tem acento no sócioeducativa?

    ResponderExcluir
  4. Nesses casos a palavra deixa de ser paroxítona perdendo o acento gráfico.

    ResponderExcluir
  5. Nesses casos, o sócio perde força tônica juntamente com o acento. Diferentemente de palavras compostas morfologicamente individualizadas como físico-químico, trágico-marítimo...

    ResponderExcluir