terça-feira, 8 de março de 2011

FEIJÃO-VERDE ou FEIJÃO VERDE? BATATA-DOCE ou BATATA DOCE?

Levando em conta o uso do hífen (depois do novo Acordo Ortográfico), aponte a única alternativa errada.

a) Maria fez o almoço com feijão-verde e ainda incluiu batata-doce.
b) José comeu feijão verde e batata doce no almoço.
c) José abriu o bocão: "Gosto de batata doce e de batata-doce".
d) José continuou a expor suas preferências: "Também gosto de feijão verde e de feijão-verde".
e) Há um tipo de feijão, o feijão verde, que não combina com um tipo batata, a batata-doce.

RESPOSTA: A única opção que apresenta erro é a "e". O novo Acordo Ortográfico afirma que "nas palavras compostas que designam espécies botânicas e zoológicas, estejam ou não ligadas por preposição ou quarquer outro elemento..." haverá a presença do hífen.

Assim, em palavras compostas que se referem a plantas e animais haverá o hífen, como é o caso de feijão-verde e batata-doce. Se a palavra composta não se referir ao tipo botânico (ou melhor, ao tipo do alimento), não haverá o hífen.

Exemplificando: Quando eu digo que comi batata doce (sem hífen), estou afirmando que comi uma batata que era doce, embora não seja da espécie batata-doce.

Da mesma forma, se afirmo que comi feijão-verde, estou dizendo que me alimentei de um tipo específico de feijão, enquando feijão verde (sem hífen) é apenas uma menção à cor do feijão e não à espécie (tipo) de feijão.

O mesmo raciocínio vale para espécies animais. Se afirmo que José foi picado por uma cobra-cega, estou fazendo menção à espécie da cobra e não necessariamente que a cobra era cega.

Quando digo, porém, que José foi picado por uma cobra cega, estou dizendo que ele foi mordido por uma cobra que estava cega, que no caso poderia ser qualquer uma, jararaca, cascavel, etc.

Como se vê, o uso do hífen faz toda a diferença na hora de distinguir palavras compostas que envolvem dois elementos (um associado à botânica ou zoologia e outro à cor, sabor, estado físico...).

.

3 comentários: